Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

05.Jan.18

Caminho Para a Felicidade

Sérgio Ambrósio

Ser feliz, para mim, é eu não sentir-me um cliché, o que é impossível. A minha felicidade, de longe, não vem de dentro. As entranhas da minha alma são carregadas de escuridão e de pesadelo. A minha felicidade vem do que me inspira e me faz levantar da cama a cada manhã. Se eu estivesse à espera de encontrar a felicidade dentro de mim, nunca mais tirava o pijama do corpo nem tirava o lombo do colchão.

 

E não me digam que eu sou a única pessoa que pode atrapalhar a minha felicidade. Se o António Costa aumenta os impostos isso vai atrapalhar a minha felicidade. Como impedir o António Costa de perturbar a minha felicidade? Vamos eleger o Rui Rio ou Santana Lopes para governar (esta é para rir feito tolinho mesmo!).

 

Eu sozinho jamais conseguiria fazer-me feliz. São preciso dois para dançar o tango. E é melhor ter sexo do que fazer amor comigo próprio, como diria Woody Allen referindo-se à masturbação.

 

Podia ser feliz se fosse honesto comigo mesmo. Mas a minha mente não é de confiança e então tenho de lhe contar tudo ao contrário. Por isso, é que penso uma coisa e faço outra.

 

«Ah, e tal a tua vida podia ser pior, podias ter nascido em África e passar fome». É verdade. Mas também podia ser melhor se eu roubasse tantos milhões como o Ricardo Salgado e a justiça não me prendesse, ora.

 

Eu sorrio para a vida mas a vida só me dá estalos porque agora está na moda o assédio. Eu juro que não quero fornicar a vida, quero sorrir-lhe inocente e genuinamente, mas ela parece que vê malícia em tudo. E, pimba, eu é que pago.

 

A chave da felicidade está em criar-se o futuro. Já agendei uma reunião com o destino para tratarmos desse processo. Fora de tangas, a felicidade dá medo. Porque para entrar no Paraíso é preciso morrer primeiro. Até me arrepiei, fónix.

 

É muito difícil eu ser feliz porque não tenho o correcto equilíbrio emocional. A minha mente parece uma montanha-russa e eu nunca estive em Moscovo, sequer. E duvido que lá me envolvesse na meditação porque toda a minha atenção se iria focar nas belas das moscovitas.

 

Eu nunca sei escolher os pensamentos certos para ser feliz. A indecisão sempre foi presença assídua na minha vida. Se escolho os bons pensamentos, fico com pena de deixar os pensamentos maus sozinhos e abandonados.

 

Quando estou sozinho, sou feliz a contemplar pessoas que são profissionais da felicidade. Por isso é que eu gosto muito do Pornhub.

 

Em resumo, elenco aleatoriamente o que me faz feliz: cantar bem alto, no estádio, em comunhão com os meus irmãos de clube; ver a minha família com saúde; brincar com o meu cão Jardel; a ficção (séries, filmes, literatura); a música e a arte; um abraço apertado; um beijo sentido; ter e fazer amor; conhecer pessoas inspiradoras; dar presentes; ter uma conversa divertida; aprender; pingar de suor depois do exercício físico; a luz e o calor do sol… Chega ou já estou a provocar-vos vómitos com tanta felicidade?

12 comentários

Comentar post