Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

26.Out.17

O Povo Terrorista

Sérgio Ambrósio

Um bombista suicida chega ao Céu e depara-se com Maomé.

 

- Acabei de me rebentar, quero as minhas 72 virgens!

 

- Olha outro que ainda agora aqui chegou e já está com exigências… Calma, jovem. Está ali a Yasmine, gordinha, 49 anos. Podes começar com ela.

 

- O quê?! 49 anos, Maomé? Aquilo parece um elefante! Estás a gozar com a minha cara? Até a minha mãe era mais nova! Eu quero virgens de 14 anos, no máximo 16. Foi para isso que me explodi. Cumpri os meus deveres, agora quero os meus direitos.

 

- Nada disso, filho. Mas tu pensas que isto é a casa da mãe Joana ou quê? Há leis restritas no Céu sobre pedofilia. Todas as virgens que trabalham nesta casa de alterne chamada Céu são maiores de 18 anos. Mas tu julgas que eu quero que venha cá a polícia e a ASAE e me fechem o estabelecimento ou quê? Aqui, há leis, há regras.

 

- Então e onde estão as virgens de 18 anos?

 

- Estão esgotadas, pá. Os que se rebentaram antes de ti já as levaram. Em stock, só tenho a Yasmine, como te disse. A Shamira, com 43 anos, em que o único problema é que tem os dentes podres e não tem vagina e a Talissa, com 39, jeitosinha, mas que ninguém lhe pega porque é corcunda e anã.

 

- Que caraças, Maomé. Isto não está nada bom para um gajo se rebentar e depois vir buscar só virgens que não prestam para nada. Até na minha aldeia tinha moças mais bonitas.

 

- É muita gente a rebentar-se! Gulosos. Depois dá nisto. Eu estou farto de passar esta mensagem lá para baixo mas ninguém me presta atenção. O povo terrorista é um povo que está muito guloso. E isso é pecado. Só que vocês terroristas, com a tesão, não se lembram dos pecados! Só estão interessados em fornicar 72 jovens virgens no Céu. Mas não se lembram que podem chegar aqui e encontrarem uma virgem de 50 anos que foi freirinha e que agora só queria um terrorista jovem e cheio de cio que se pusesse em cima dela para lhe recuperar o tempo perdido fornicando, fornicando e fornicando.

 

- Achas, Maomé? Na Terra, ninguém está a pensar nisso! Pensamos todos que são jovenzinhas menores de idade, lindas, virgens e que vão ser nossas.

 

- Pois é, meu filho. O povo terrorista está muito guloso e discriminatório. Se as virgens passam dos 18 anos, reclamam. Se é gordinha, é um problema. Se é travesti é porque é travesti.

 

- Há travestis aqui?

 

- Há sim. Desde que não tenha herpes, toda a gente pode ser escrava sexual no Céu, meu filho. O problema é o povo terrorista estar muito guloso e discriminatório. E depois, o povo terrorista é um povo que só pensa em sexo. Toca a rebentar-se para ter sexo. Não. Tem que se ter um ideal e uma causa! Não é só rebentar-se, chegar aqui e toma as tuas virgens lindas. Não pode ser. O povo terrorista está muito guloso, discriminatório e tarado. Muito tarado. Até pensavam que podiam ser pedófilos e tudo. Nada disso. Enquanto eu for o chulo desta casa de alterne, estas são as regras, meu filho.

 

- Fogo, se sabia não me rebentava. Fui mesmo burro em não ter sido cristão e não ter ido para padre. Aos menos nas igrejas deixam os padres violar putos menores de idade. Para que é que me tornei terrorista, fónix…

14 comentários

Comentar post