Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

18.Out.17

Só Há Derrota Se Esvair-se o Amor

Sérgio Ambrósio

A maior tristeza não é perder. A maior tristeza mesmo é ver deuses vestidos de azul e branco revelarem a sua costela de humanos.

 

Quando o Porto perde, a matemática do sangue congela. É como se o nosso amor fosse mordido por uma cobra venenosa e que só o beijo no emblema repelisse o líquido maléfico e devolvesse a normalidade ao corpo.

 

Quando o Porto perde, há um olá que é sepultado. A vida entra em incoerência. O futebol contradiz-se. A vida é uma natureza morta. Avariou o GPS ao destino, que deveria saber que no Estádio do Dragão só podem morar vitórias.

 

Quando o Porto perde, o futebol devia solidarizar-se e acabar em sinal de respeito. Forma-se uma noite que engole mitos. O diabo come mais um pouco de carne à humanidade do norte do mundo.

 

Na dor da derrota, até as facas são suaves. Mas a derrota é um vírus que só curamos com mais portismo, com mais amor.

 

O Porto ganha: as pessoas felicitam. O Porto perde: as pessoas apoiam. Sabemos quem somos: a matéria singular que compõe o coração do FC Porto.

 

Hoje no Inferno. Amanhã no Paraíso. Uma certeza: os portistas vão juntos a todo lado.

 

E vós, simpatizantes de outras cores clubísticas, como viveis o amargo da derrota?

19 comentários

Comentar post