Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

15.Out.18

Furacão

Sérgio Ambrósio

Então o sacaninha do furacão Leslie levou-nos quatro ministros? Só quatro? Que azar. Tantas coisas más que o furacão nos podia ter usurpado como a corrupção, a pobreza e a música pimba, mas não, tinha logo de nos levar a maior riqueza que temos: ministros!

 

Não sei como Portugal vai aguentar-se. Quando tudo indiciava que os efeitos mais fortes do furacão se iriam sentir na costa portuguesa, afinal o verdadeiro epicentro foi no governo de António Costa. Eu pensava que Leslie podia ser nome de tudo, menos de vassoura política.

 

Intriga-me que a Protecção Civil não me tenha enviado um SMS para me alertar dos perigos do Leslie. Ah, espera. Não mandou porque não sou político. Ou então a mensagem vem a caminho mas só a receberei por altura das eleições.

 

Quando se pensava que era o clima que estava a mudar, afinal era o Governo. Os gajos lá no Instituto da Meteorologia sobre isto não avisam e deviam.

 

É que não lhes custava nada dizer isto: «prevêem-se quedas de ministros no Distrito de Lisboa, fortes rajadas de vento em São Bento, sol radioso na oposição de centro-direita e chuva intensa de aumento no preço dos combustíveis para os cidadãos, em todo o país».

 

Pronto, era só isto. E a gente pegava no guarda-chuva, na máquina fotográfica e já íamos para a beira-mar tirar fotos à tempestade mais descansados.

 

Caraças para a polícia marítima também. Não deixam uma pessoa tirar fotos a ondas de 8 metros à vontade, que vêm logo falar em perigo. Se falassem em vagas de 8 ministros, aí sim, compreendia-se que era para um gajo se afastar e tal que vinha aí tragédia. Agora ondas? Oh, vou mas é para o Mar Shopping ver se as toupeiras sabem nadar, yo.

8 comentários

Comentar post