Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

04.Jan.18

Obrigado Derby Alfacinha

Sérgio Ambrósio

derby benfica sporting.jpg

Ontem admirei-me de não ser feriado nacional. Era o Benfica – Sporting. Dizem que o país pára, não se fala em mais nada na TV, nas capas dos jornais é só águias e leões, é o derby de Lisboa, é o jogo dos jogos, o clássico dos clássicos, não há nada mais importante, é o evento do ano. Parece que deu empate.

 

Porque eu não vi. Tenho uma regra bastante rígida comigo: não vejo jogos entre equipas que não ganham nada na Europa há mais de 50 anos. Quando as circunstâncias se alterarem, por favor, mandem-me e-mail a avisar, para eu voltar a ver jogos entre os colossos da 2.ª Circular.

 

Agradeço o empate no derby alfacinha, visto que o Porto ganhou, em Santa Maria da Feira, contra tudo e contra tolos. Assim, somos líderes isolados, graças à nossa vitória e à partilha de pontos entre os vizinhos de Carnide e do Lumiar.

 

Mas o que me apraz registar é que compensa mesmo é ser-se árbitro em Portugal: pode roubar à vontade, em frente a milhares de pessoas, nas barbas da polícia, que não há autoridade alguma que o meta atrás das grades.

 

Apesar do pecado, tenho que agradecer aos árbitros. Obrigado por nos roubarem, é só mais motivos que nos dão, a nós portistas, para nos unirmos. E vamos todos juntos e misturados até ao fim. Podem odiar-nos mas como disse o Brahimi repetidamente ao Fábio Veríssimo: «nós vamos ganhar».

 

Se não for este ano, será na época em que árbitros estrangeiros comecem a apitar na Liga Portuguesa, devido à incompetência, má-fé, falta de decoro e clubite aguda dos apitadeiros nacionais. 

união benfica sporting.jpg

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Sérgio Ambrósio 08.01.2018 16:16

    Eu acho que fala-se muito em Porto, Benfica e Sporting porque os outros clubes não têm a mesma expressão em termos de número de adeptos. Por exemplo, em Inglaterra ou Itália as pessoas, na sua maioria, são do clube da sua terra, esteja ele na 1.ª Divisão ou na 3.ª Divisão. Aqui escolhe-se muito o clube por motivos de prestígio e não de afinidade. Ou seja, quer tudo ser dos clubes que ganham troféus e são campeões. Em Inglaterra e Itália também há clubes grandes que têm mais poder que os outros, mas como as pessoas apoiam muito os que não são grandes, há um maior equilíbrio de força no campo e na comunicação social, por exemplo. Não tenho dúvidas que se o Braga e o Vitória SC aumentarem o número de assistências, de sócios, de vendas, vão ter maior poder no campo e fora dele. O Boavista quando foi campeão tinha o estádio, nessa época, sempre muito composto, teve força dentro e fora do campo. O Braga se quer um dia ser campeão tem de ter uma grande equipa (e tem, de facto) mas tem de ter mais força popular, tem de encher mais o seu estádio, tem de estar mais próximo das pessoas. Infelizmente o clima de guerra entre os grandes apenas faz com que as atenções se centrem cada vez mais neles e deixe os outros clubes na sombra. Obrigado pelo teu valioso comentário! Beijinhos!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.