Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

25.Out.18

Um Minuto de Silêncio

Sérgio Ambrósio
O assunto é delicado, gente. Nunca vos pedi nada, mas chegou a altura. Peço-vos um minuto de silêncio por cada “bom dia” que dizemos num lugar público e que é ignorado, por cada “boa tarde” que é desprezado, por cada “boa noite” que é entregue ao mais profundo eco.   Eis aquilo que eu imagino que as pessoas pensam quando eu as cumprimento verbalmente, num sítio público, e elas defecam silenciosamente em mim.   Senhor no centro de saúde: “olha-me este gajo a (...)
15.Fev.18

O Pior Dia dos Namorados de Sempre

Sérgio Ambrósio
Aperaltei-me com a minha melhor roupa. Cheguei ao nosso sítio especial e a chuva teimava em chatear-me enquanto esperava pelo meu amor. Ainda aguardei cerca de 40 minutos. O coração batia ansioso. Notei que mais casais chegavam naquele lugar para festejarem o seu dia também. Chegou a hora, o meu amor entrou no relvado e eu fiquei encantado como se fosse a primeira vez.   Não tocaram violinos. Preferimos o hino da Champions League. Como é bonita a música. Dá arrepios, emociona. O (...)
26.Jan.18

25 Perguntas Aleatórias

Sérgio Ambrósio
1 – “Sais de Casa sem?” Primeiro, a pessoa que inventou esta frase não concluiu a 4.ª classe. É quase preciso ir para a Universidade para se compreender o que esta frase realmente significa. Segundo, vou arriscar que pressupõe que é algo que eu não deixo em casa. Muito bem, eu não saio de casa sem a minha cabeça. Dá-me jeito tê-la sempre comigo, é verdade. Nem que seja para enfeitar. Não enfeita muito porque sou pouco giro, mas dá sempre uma compostura ao corpo. No dia (...)
19.Dez.17

Tu Não Tens Nome

Sérgio Ambrósio
Acode-me a trepidação da imaginação para me equilibrar. É através da imaginação que eu salvo o mundo. Todo o mal da vida contrai-se de susto pelo músculo do sonho.   A sensualidade de vaguear no impossível. Cada sonho deixa uma espuma na alma. Tornar real o sonho da noite passada é a contínua sina da minha vida.   Mas amo mais o cheiro da tinta da caneta que as letras que desenho. Amo mais o brilho da folha que as palavras que a preenchem. A minha escrita é nada. O (...)
28.Nov.17

Gangues

Sérgio Ambrósio
O meu sonho sempre foi pertencer a um gangue. Mas ainda não sei onde se fazem as inscrições. “Ah, tens que ir à sede ou ao site de um partido político”, disseram-me. Mas isso é muito vago. E, mais relevante que tudo, eu não gosto de usar fato e gravata.   Indumentária à parte, os gangues, em Portugal, vieram para reinar. É a saída profissional que regista taxa de desemprego zero e, consequentemente, aquela que mais dinheiro dá. José Sócrates liderou um gangue e nunca (...)