Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

20.Fev.18

O Que É Namoro Sério?

Sérgio Ambrósio
Ora bem, estamos em 2018, será que isso ainda existe? Ou namoro sério é coisa do século passado? Romeu e Julieta, D. Pedro e D. Inês, Beyoncé e Jay-Z. Com qual destes pares se identificam?   A maior parte das relações são tão más como as novelas da TVI. Uma foleirice descomunal, clichés imensos, uma parolice de bradar aos céus. Afinal, o que é que queremos mesmo num relacionamento? O que é namorar a sério?   Se as 10 coisas seguintes não aconteceram, até agora, na (...)
19.Fev.18

Destaques Durante a Semana

Sérgio Ambrósio
A nível de escrita, esta semana que passou foi muito fixe, devido aos comentários dos leitores, reacções e destaques dados pelo SAPO. As circunstâncias nem sempre foram as mais felizes, mas tudo serve como matéria de escrita. Depois é gratificante, igualmente, quando as minhas crónicas aparecem junto de pessoas que muito admiro como o António Lobo Antunes e o Manuel Cardoso. Obrigado a todos, é sempre uma sensação boa e especial quando isto acontece. As crónicas em destaque (...)
15.Fev.18

O Pior Dia dos Namorados de Sempre

Sérgio Ambrósio
Aperaltei-me com a minha melhor roupa. Cheguei ao nosso sítio especial e a chuva teimava em chatear-me enquanto esperava pelo meu amor. Ainda aguardei cerca de 40 minutos. O coração batia ansioso. Notei que mais casais chegavam naquele lugar para festejarem o seu dia também. Chegou a hora, o meu amor entrou no relvado e eu fiquei encantado como se fosse a primeira vez.   Não tocaram violinos. Preferimos o hino da Champions League. Como é bonita a música. Dá arrepios, emociona. O (...)
26.Jan.18

25 Perguntas Aleatórias

Sérgio Ambrósio
1 – “Sais de Casa sem?” Primeiro, a pessoa que inventou esta frase não concluiu a 4.ª classe. É quase preciso ir para a Universidade para se compreender o que esta frase realmente significa. Segundo, vou arriscar que pressupõe que é algo que eu não deixo em casa. Muito bem, eu não saio de casa sem a minha cabeça. Dá-me jeito tê-la sempre comigo, é verdade. Nem que seja para enfeitar. Não enfeita muito porque sou pouco giro, mas dá sempre uma compostura ao corpo. No dia (...)
18.Dez.17

Guardião da Invicta

Sérgio Ambrósio
Antiga, mui nobre, sempre leal e Invicta cidade. Amar o Porto é fácil. Um olhar espontâneo sobre cada traço arquitectónico é suficiente para nos envolvermos no magma de afectos que as superfícies graníticas deixam aqui transparecer.   Cada rua, cada edifício, cada jardim, cada monumento, é um fragmento que impele a procurar o fragmento seguinte para obter a continuação de um amor infinito. O Douro é a lágrima que escorre ininterruptamente pela face da cidade. Derrama um (...)
29.Nov.17

Desculpa o Meu Coração

Sérgio Ambrósio
Deves achar estúpido estar a comunicar por crónica, em vez de te falar pessoalmente. Mas quero que a internet seja minha testemunha. Espero que não te importes. É que, hoje em dia, é mais difícil encontrar uma testemunha credível do que um fiador para comprar casa. E não parece que a internet me vá deixar ficar mal.   Na verdade, não posso dirigir-te a palavra, de modo sonoro, porque não atendes o telemóvel se vires nele o meu número com o nome "Estupor" lá gravado. Assim, (...)
09.Nov.17

Eu e Tu

Sérgio Ambrósio
A tarde acelera e o tempo transforma-se bruscamente. O céu amulata-se, mal humora-se, fazendo supor que não deixa ninguém entrar no Paraíso. Eu corro na urbe, em frenesim e em pecado, para encontrar o corpo do meu corpo, a pessoa da minha pessoa. Mas quem és? Eu só sei que tu não tens nome.   Uma nuvem, supostamente de sonho, destila sobre mim fresca chuva de sedução. Derreto no calor tropical do teu charme como um chocolate no contacto com a língua. Estala-me o sentimento no (...)
01.Nov.17

A Minha Namorada Actual

Sérgio Ambrósio
Quero acabar com a minha namorada actual mas não sei como. É sempre difícil tomar estas decisões. Nestas horas, só queria ter o discernimento de um gigolô e perceber que ter a minha namorada actual é um mau negócio. É uma via complicada.   Não gosto dela. Eu, em casa, estou sempre a pensar em gajas giras das redes sociais, que nem sabem que eu existo, e ela, ao meu lado, a pensar na segurança do seu íntimo que eu a amo. Nada mais falso.   Pois é, a minha namorada actual (...)
25.Out.17

Identidade

Sérgio Ambrósio
O meu amor pelo Porto começou quando decidi parar com as dores da minha mãe, no parto, e vim ver afinal o que era o mundo.   Eu tive uma infância normal. A primeira palavra que eu disse foi «Porto». A primeira frase que eu verbalizei com total sentido foi: até os comemos, carago.   Ao nascer, o meu coração era tão grande que os cardiologistas fizeram-me logo o diagnóstico: sofro de portismo.   Desse modo, o futebol é a minha doença. Ganhar é o meu remédio. A primeira (...)