Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

18.Jan.18

Ronaldinho Gaúcho

Sérgio Ambrósio
O craque brasileiro terminou oficialmente a carreira. Espalhou magia com o seu brinquedo preferido no pé – a bola – e fez sorrir miúdos e graúdos com a sua arte. Há quem lhe tenha chamado futebolista, eu prefiro categorizá-lo como artista.   E foi no relvado que pintou golos, dribles, coxinhas, cabritos, elásticos, assim como mandou para a terapia alguns defesas que saíram humilhados do campo. A imagem de Ronaldinho é um sorriso no rosto, um samba no pé e muita paixão (...)
11.Dez.17

O Melhor de Sempre

Sérgio Ambrósio
Cristiano Ronaldo é o maior português de sempre. Até D. Afonso Henriques, se fosse vivo, concordaria que as façanhas de CR7 são as mais épicas que este país já viu. Conquistar território a mouros não é pêra doce, sublinhe-se. Mas um só indivíduo conquistar o mundo, por cinco vezes, é de deixar qualquer rei rendido e disposto a conceder-lhe a coroa, por mérito.   Ronaldo não joga à bola. Hipnotiza-a para ela fazer o que ele bem entender. Parecendo que não, essa é a (...)
23.Out.17

A Carreira de um Artista da Bola

Sérgio Ambrósio
Percebe-se que o feto pode tornar-se num grande jogador de futebol quando os pontapés que dá na barriga da mãe têm um efeito de folha seca ou trivela.   Quando nasce, o pai põe-lhe uma camisola do seu clube e o bebé, num acto de ternura e agradecimento ao progenitor, beija a camisola.   Aos 2 anos de idade, o artista da bola parece que está a aprender a andar mas as pernas bambas são apenas um modo de treinar o cavamento de faltas à entrada e dentro da grande área.   Aos (...)