Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

Tudo passa carago.

E melhor passa se tiver graça.

21.Fev.18

O Amor É Isto Ou É Outra Coisa Qualquer

Sérgio Ambrósio
Minha gente, o amor é uma ilusão. Se fosse real, já estava taxado pelo Governo, há séculos. Para quê chatearmo-nos a procurá-lo? O amor é fogo que arde sem se ver porque o fumo espesso tapa-nos a visão, já cantava o Paco Bandeira, quando inchava os olhos à esposa.   Regra geral, o amor é uma maçada. O amor vale a pena mas só quando tens uma mulher que faça um bom arroz de marisco. Na verdade, eu não acredito no amor mas, por precaução, ando sempre com o Tinder ligado.  
31.Jan.18

Que Tiro Foi Esse?

Sérgio Ambrósio
É o hit musical brasileiro do momento que viraliza por todo o YouTube. A música de Jojo Maronttinni, mais conhecida como Jojo Todynho, é um sucesso e está a levar as pessoas à loucura de brincarem de levarem um tiro, em sítios públicos. Um problema de português, diz a cantora, por haver gente que não sabe interpretar que o tiro não significa bala mas sim beleza!   «A roupa está linda, que tiro, nossa, está lindo esse cabelo». Aprendam a interpretar, seus incultos. A (...)
08.Nov.17

Ai Quem Me Dera

Sérgio Ambrósio
Era fixe que a estupidez tivesse limites, não era? Mas não tem. Afinal, estamos em Portugal. Não se pode exigir mais. Dizem que somos uma democracia, mas é só às vezes. Dizem que não há censura e que todo o cidadão tem direito à liberdade de expressão. Ora, então por que não deixam cantar o Macaco?   O Macaco não estar num jogo do Porto, num estádio ou pavilhão, é a mesma coisa que o Benfica jogar e os No Name não andarem a fazer asneiras. O Macaco já faz parte do (...)
03.Nov.17

Como Acabar com a Violência

Sérgio Ambrósio
Pois é, meus patrícios, isto está a ficar perigoso: ciganos, seguranças de discotecas, mitras e gunas, gangues do multibanco, Samaris… Vou armar-me, não até aos dentes, mas em Moita Flores e vou sugerir uma panóplia de medidas para erradicar de vez com a violência em Portugal.   - Extinguir os portugueses, excepto os ciganos. Ou então, criar um país especial só para ciganos tipo Isralelo.   - Pôr monges budistas como porteiros de discotecas.   - Passar só música (...)